pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

04.12.19
|
Ações contra o aumento da temperatura precisam acelerar, alerta ONU
Fonte: Canal Energia - 02.12.2019
Espanha – Começou nesta segunda-feira, 2 de dezembro, a COP-25, em Madri (Espanha) para discussão sobre as mudanças climáticas. De acordo com o Relatório de Gap de Emissões de 2019 do Programa Ambiental das Nações Unidas (UNFCCC), a menos que as emissões globais de gases de efeito estufa caiam 7,6% ao ano entre 2020 e 2030, o mundo perderá a oportunidade de seguir o caminho da meta de temperatura de 1,5 ° C do Acordo de Paris. A estimativa é de que as ações dos países precisarão aumentar em cinco vezes o atual progresso, o que indica a possibilidade de que novas metas possam ser necessárias para alcançar a meta de Paris.

De acordo com a UNFCCC, se continuarmos em nossa trajetória atual, estima-se que as temperaturas globais possam mais que dobrar até o final deste século. Ao se confirmar esse prognóstico, deverá acarretar em consequências negativas para a humanidade e afirmou que ameaçará até mesmo a existência no planeta. E apontou que para estabilizar o aumento da temperatura global em 1,5 grau Celsius até o final deste século, é necessário reduzir as emissões em 45% até 2030 e alcançar a neutralidade climática até 2050.

O órgão das Nações Unidas alerta que este é um desafio extremamente difícil, mas absolutamente necessário para o sucesso, saúde e segurança de todos neste planeta, tanto a curto quanto a longo prazo.

Segundo a secretária executiva da ONU sobre Mudança Climática, Patricia Espinosa, a janela de oportunidade do mundo para lidar com as mudanças climáticas, classificada por ela como pequena, está se fechando rapidamente. Os países precisam implantar com urgência todas as ferramentas da cooperação multilateral para tornar a COP25 a plataforma de lançamento mais ambiciosa para colocar o mundo em um caminho transformacional em direção ao baixo carbono e resiliência. A questão do financiamento e tecnologia são vistos como cruciais para os países em desenvolvimento promoverem o desenvolvimento mais verde de suas economias.

“Embora tenhamos visto algum progresso em relação ao financiamento relacionado ao clima para os países em desenvolvimento, continuaremos a instar os países desenvolvidos a cumprir sua promessa de mobilizar US $ 100 bilhões anualmente até 2020”, disse Espinosa em comunicado. “Também devemos ver que os fluxos financeiros globais refletem a profunda transformação em toda a sociedade de que precisamos: longe de investimentos pesados ​​em carbono e em direção a um crescimento mais sustentável e resiliente. Gotas no balde não são suficientes: precisamos de uma mudança radical”, acrescentou a executiva.

Em 2020, os países deverão enviar planos nacionais de ação climática novos ou atualizados, chamados Contribuições Determinadas Nacionalmente, ou “NDCs”. A conferência ocorre sob a Presidência do Governo do Chile e será realizada com o apoio logístico do Governo da Espanha.

A Agência Internacional de Energia (AIE) lembra que o setor produz a maioria das emissões globais de gases de efeito estufa. Por isso, está no centro do desafio das mudanças climáticas e esta é uma das principais prioridades da entidade. Para alcançar a redução, aponta que é necessário descarbonizar a eletricidade, impulsionar a inovação, enfrentar setores difíceis, como refrigeração e produtos químicos, e desenvolver políticas integradas.

Recentemente a AIE lançou a edição 2019 de sua publicação anual World Energy Outlook , que trouxe o cenário de desenvolvimento sustentável. Nesse capítulo, descreve um caminho que é totalmente compatível com os objetivos do Acordo de Paris, mantendo também um forte foco na confiabilidade e acessibilidade da energia para uma população global em crescimento. O dia 10 de dezembro na COP 25 será o chamado Dia da Energia.

Além da geração, a agência destaca a importância da eficiência energética para ajudar a reduzir as emissões de carbono. Contudo, cobra dos governos medidas políticas mais fortes para reverter a desaceleração de iniciativas nesse sentido. Outro relatório da agência apontou que o progresso global em eficiência energética recuou no ano passado para sua taxa mais lenta desde o início desta década.

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas