pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

10.12.19
|
Competição global de inovação descortina ar-condicionado do futuro
Fonte: Blog do Frio - 09.12.2019

São Paulo - Grandes indústrias e startups de tecnologia estão entre os oito finalistas do Global Cooling Prize (Prêmio Global de Refrigeração, em tradução livre), uma competição mundial de inovação que visa estimular o desenvolvimento de sistemas de ar-condicionado residencial de alta eficiência e ecológicos, lançada em novembro do ano passado.

Os organizadores da premiação – uma coligação liderada pelo governo da Índia e pelo Instituto Rocky Mountain, dos EUA – afirma que “os competidores apresentaram tecnologias que não apenas consomem menos energia elétrica, como também reduzem ou eliminam o uso de fluidos refrigerantes de alto impacto climático, avanços que serão vitais, uma vez que o número de ares-condicionados em todo o mundo deverá quadruplicar até 2050”.

Todos os projetos avaliados proporcionam um impacto climático pelo menos cinco vezes menor que o do eletrodoméstico usado como base de referência – um split de velocidade fixa de 5,3 kW com uma taxa de eficiência energética (EER, em inglês) de 3,5 e usando R-410A, um gás de efeito estufa fluorado 2.088 vezes mais nocivo que o dióxido de carbono (CO2) para o clima do planeta.

Dois dos finalistas (Godrej-Boyce e S&S Design Startup Solution) estão incorporando o propano (R-290) em seus sistemas, enquanto outro, a Transeara, está usando o R-32, mas é “provável que faça a transição para o R-290 para a construção do protótipo”, segundo Iain Campbell, pesquisador sênior do Instituto Rocky Mountain.

Dois outros (Kraton Corporation e M2 Thermal Solutions) estão empregando água em suas tecnologias. O sistema da Barocal, outra finalista, utiliza um material orgânico de estado sólido (neopentilglicol), observou Campbell.

Os outros dois finalistas, Gree e Daikin, selecionaram o hidrofluorcarbono (HFC) R-152a e a hidrofluorolefina (HFO) R-1234ze, respectivamente, para seus sistemas.

Cada finalista recebeu US$ 200 mil para desenvolver e enviar seus protótipos à Índia para testes no verão de 2020. O vencedor do Prêmio Global de Refrigeração será anunciado em novembro do ano que vem e receberá mais de US$ 1 milhão.

Os organizadores sustentam que essas tecnologias podem impedir o lançamento de até 100 gigatoneladas de CO2 equivalente até 2050 e evitar 1 °C de aquecimento global até 2100.

“É uma satisfação imensa dizer que recebemos algumas ideias absolutamente revolucionárias”, disse Richard Branson, fundador e CEO do Virgin Group e embaixador global do prêmio.

“O que torna essa competição especialmente interessante é a oportunidade de transformação do mercado e um dos maiores passos que podemos dar para deter as mudanças climáticas”, acrescentou.

Confira, a seguir, os oito projetos selecionados para a etapa final do Prêmio Global de Refrigeração:

S&S Design Startup Solution – A empresa indiana desenvolveu um sistema de resfriamento de dois estágios, que integra um circuito de água e um sistema tradicional de compressão de vapor com o propano, um refrigerante de baixo potencial de aquecimento global (GWP).

Godrej-Boyce – Com sede na Índia, a empresa projetou com o parceiro A.T.E uma tecnologia avançada de compressão de vapor (baseada em R-290), integrada a resfriamento evaporativo indireto e energia solar fotovoltaica.

Daikin – A indústria japonesa desenvolveu uma tecnologia de compressão de vapor com novos componentes e refrigerante com GWP ultrabaixo (R-1234ze).

Gree – O fabricante chinês, em parceira Tsinghua University, desenvolveu uma avançada tecnologia de compressão de vapor (baseada em R-152a) integrada a resfriamento evaporativo e energia solar fotovoltaica.

Kraton – A empresa dos EUA, com os parceiros Porus Laboratories, IIT Bombay e Infosys, projetou um sistema de resfriamento evaporativo (via água) com desumidificação da membrana usando o princípio da eletro-osmose.

M2 Thermal Solutions – A empresa norte-americana desenvolveu um sistema de resfriamento evaporativo (via água) com desumidificação da membrana usando o princípio de condensação capilar.

Transaera – Com sede nos EUA, a empresa desenvolveu uma tecnologia de compressão de vapor (usando R-32 e, provavelmente, R-290 posteriormente) com desumidificação dessecante.

Barocal – A empresa do Reino Unido – um novo spin-out de um laboratório da Universidade de Cambridge – desenvolveu uma tecnologia de resfriamento barocalórico de estado sólido (usando neopentilglicol).

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas