pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

26.12.19
|
Instituto Federal de Educação estima economizar R$ 324 mil por ano em energia com instalação de painéis solares
Fonte: Gaúcha ZH - 21.12.2019
Rio Grande do Sul – No mês em que se discutiram medidas para reduzir os efeitos climáticos durante a Conferência do Clima das Nações Unidas (COP25), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) anunciou a sua contribuição. E, além disso, vai economizar dinheiro público com a medida. A instituição vai adotar a energia solar para abastecer suas unidades. Nove dos 17 campi do IFRS serão beneficiados na primeira fase de implementação que visa substituir/complementar consumo de energia elétrica pela solar.

"É um projeto muito importante e de grande repercussão. A curto prazo, vai permitir consideráveis reduções nas nossas contas de energia elétrica, além de ser uma energia renovável com baixo impacto no ambiente. Infelizmente, não foi possível ainda contemplar todos os nossos campi, mas há um compromisso institucional com a continuidade deste projeto", destaca o reitor do IFRS, Júlio Xandro Heck, ao lembrar que "os outros institutos federais do Estado (Instituto Farroupilha e Instituto Sul-riograndense) também estão implantando projetos muito semelhantes e instalarão suas unidades de geração".

O apoio para que esse projeto fosse implementado foi da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação. O investimento previsto pelo IFRS é de R$ 1.765.881,60. Serão instalados 1.248 painéis fotovoltaicos de 265 watts cada. A capacidade de geração de energia será de 443,52 kWp, suficiente, por exemplo, para abastecer 160 casas. No caso da unidade de Alvorada, por exemplo, 60% da energia consumida será solar, sendo o restante elétrica. A economia nos gastos com energia elétrica é estimada em R$ 324 mil por ano. Cada unidade terá uma usina geradora de energia solar.

O reitor lembra, ainda, que a energia solar é limpa e renovável, "portanto apresenta muitas vantagens para o meio ambiente e para a saúde das pessoas, já que não emite gases poluentes ou outros tipos de resíduos". Segundo Heck, a redução da emissão de dióxido de carbono com a implementação da energia solar é como se o IFRS plantasse 33 árvores por ano.

Unidades beneficiadas do IFRS

Alvorada, Bento Gonçalves, Canoas, Caxias, Farroupilha, Rio Grande, Rolante, Sertão e Vacaria.

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas