pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

07.08.19
|
Atualizar instalações elétricas pode diminuir conta de consumo de energia
Fonte: Jornal Dia Dia - 07.08.2019
Brasil – Com a temperatura em queda, a fatura de consumo de energia elétrica tende a aumentar. Além do hábito – posicionar a chave do chuveiro no quente, ficar mais tempo no banho, aumentar a frequência de uso do micro-ondas para aquecer bebidas, usar secadora de roupas –, instalações elétricas antigas podem ser o vilão do acréscimo. Isso porque havendo uma defasagem da carga ou bitola dos cabos das instalações elétricas em relação à potência necessária aos eletroeletrônicos ocorrerá desperdício de energia.

Essa falta de adequação das instalações elétricas, de acordo com o engenheiro eletricista Edson Martinho, consultor do Programa Casa Segura – uma iniciativa do Procobre (Instituto Brasileiro do Cobre), apoiada pela Steck, para conscientizar usuários da eletricidade sobre segurança e eficiência energética – pode aquecer os aparelhos e cabos das instalações elétricas, gerando além da perda de energia, risco de incêndio. “Tecnicamente, trata-se da perda Joule: uma corrente elétrica, ao atravessar um fio condutor, produz calor. Quando a bitola dos cabos é insuficiente para esse transporte ou o dimensionamento elétrico não prevê o uso da carga requerida pelos aparelhos conectados à tomada, há um aquecimento do eletrodoméstico e também dos fios da instalação elétrica. Esse calor perdido equivale a um desperdício de energia elétrica.”

Ampliar o uso e a quantidade de equipamentos sem avaliar as condições elétricas do imóvel pode, portanto, aumentar a conta de luz. Pode ainda, agravar o risco de curto-circuito. “Antigamente, era comum chuveiros com potência elétrica de 3.500 Watts. Hoje, os modelos à venda chegam a ter mais do que o dobro disso de potência Não se pode, simplesmente, fazer a substituição dos aparelhos ou aumentar o valor dos disjuntores sem saber se a rede suporta essa nova carga”, destaca o engenheiro.

A recomendação é de que a cada cinco anos as instalações elétricas dimensionadas em projeto sejam revisadas. Segundo Martinho, havendo a necessidade de aumento de carga em razão do consumo dos moradores ou da potência dos aparelhos existentes na casa, renovar a estrutura elétrica do imóvel é a garantia de segurança e de que não haverá desperdício de energia elétrica.

Outro item a ser observado para reduzir o consumo de energia e a conta de luz é a aquisição de produtos certificados. “É muito boa a estrutura brasileira de programas de eficiência energética. O país conta com programas nacionais de conservação e instrumentos como o da etiquetagem, a exemplo do Procel (geladeiras) e do Conpet (fogões, aquecedores, fornos, entre outros equipamentos a gás)”, ressalta o engenheiro.

Cabe ainda atenção especial a equipamentos que demandam grande potência de energia, como alguns modelos de aquecedores elétricos. Antes da instalação, é indispensável avaliar se a rede elétrica do imóvel está preparada e tem capacidade para receber o aparelho. “A potência do aquecedor pode exigir um circuito independente ou até mesmo determinar a necessidade de aumento de carga de energia elétrica junto à concessionária”, afirma o consultor do Programa Casa Segura.

De acordo com o engenheiro, a necessidade de atualização da infraestrutura elétrica é sempre mais frequente em prédios antigos, porque na época em que essas edificações foram construídas a demanda de energia necessária não previa o uso da quantidade de eletroeletrônicos usados hoje em dia, tampouco o uso de equipamentos de alta potência.

Diagnóstico virtual

O Programa Casa Segura propõe um teste on-line para que o usuário da eletricidade, de maneira interativa, possa facilmente realizar uma inspeção predial na residência e identificar pontos de fragilidade, inclusive se as instalações elétricas oferecem risco ao morador. O teste é inspirado em jogos de videogame e propõe a visita a um imóvel relacionando questões que devem ser respondidas pelo usuário.

Uma vez concluído, o sistema sugere um diagnóstico sobre a necessidade de atualizar ou não as instalações elétricas. “O teste é uma maneira de conscientizar o usuário sobre os perigos da eletricidade, muitas vezes negligenciado. Em hipótese alguma ele substitui a avaliação de um profissional eletricista”, alerta Martinho.

Caso a conta de energia tenha sofrido acréscimo repentino com a chegada do inverno, vale a pena observar as condições elétricas do imóvel. Mais do que isso, é crucial considerar a avaliação das instalações elétricas por parte de um profissional habilitado, para saber se é hora de atualizá-las.

Sobre o Programa Casa Segura

O Programa Casa Segura, criado em 2005, é uma iniciativa do Procobre (Instituto Brasileiro do Cobre), apoiada pela Steck, e tem como objetivo conscientizar e orientar usuários da eletricidade sobre os riscos de acidentes causados por instalações elétricas antigas e pela falta de manutenção. O projeto conta com um site interativo e permite ao visitante acessar informações de qualidade sobre a segurança dos sistemas elétricos, de forma didática para a fácil compreensão. Dado ao sucesso do Casa Segura, o Programa se espalhou por outros países como Argentina, Chile, México e Peru e, hoje, além do conteúdo textual, possui também vídeos e desenhos para alertar o público sobre os perigos da eletricidade e os profissionais do setor sobre as boas práticas para execução de serviços elétricos.

Site: www.programacasasegura.org

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas