pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

14.09.20
|
Indústria e transportes podem zerar emissões em 40 anos, aponta Irena
Fonte: EPBR - 10.09.2020
Emirados Árabes Unidos – As emissões da indústria pesada e do setor de transportes podem ser zeradas nos próximos 40 anos, até 2060, com investimentos em aumento da eficiência energética, eletrificação, produção de aquecimento e combustível a partir de fontes renováveis, além da compensação de emissões com a remoção de CO2 da atmosfera.

A avaliação faz parte de relatório pela Agência Internacional de Energia Renovável (Irena, na sigla em inglês), que indica que apenas sete setores da indústria e mais o setor de transporte vão responder por 38% das emissões globais de CO2 em 2050, se nada for feito.

Os setores identificados como os maiores vilões das emissões globais pela Irena são a indústria siderúrgica de ferro, aço e alumínio, petroquímica e produção de cimento e cal. No setor de transporte, as maiores emissões estão no frete rodoviário, aviação e transporte marítimo.

De acordo com a agência, as sete áreas da economia devem representar também 29% do uso final de energia no mundo caso medidas de redução de recursos não sejam aplicadas, o que a agência reconhece que demandaria “mudanças grandes e imediatas” nas práticas dos setores.

“Soluções de energia renovável para cada um desses setores estão disponíveis e podem desempenhar um papel muito maior do que o assumido anteriormente, aponta a divulgação prévia do relatório, que será lançado somente em 21 de setembro.

A agência afirma ainda que as transformações nessas cadeias de produção são essenciais para limitar o aumento da temperatura global em até 1,5 º celsius, o limite para evitar a catástrofe climática, assinado por quase 200 países no Acordo de Paris.

Para a Irena, o alerta incluído no seu relatório Reaching Zero with Renewables (Chegando a zero com energias renováveis, em tradução livre) deve ser lido como uma mensagem sobre a necessidade de formuladores de políticas públicas e investidores do setor privado manterem o foco “na busca de um caminho que amplie as poucas opções consistentes” para atingir a redução de emissões e não se distraírem com medidas parciais ou ineficientes.

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas