pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

14.11.17
|
Secretaria de Energia e Mineração cria programa de gestão energética para a Unesp
Fonte: Abraceel - 10.11.2017
A Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo e a Unesp assinaram na última quarta-feira, 8 de novembro, um protocolo de intenções em que a secretaria dará suporte técnico à contratação de empresa que realizará estudos de viabilidade para a migração dos contratos de energia da Universidade para o mercado livre e medidas de eficiência energética, que impactarão na redução do consumo de energia elétrica das 38 unidades distribuídas em 24 municípios do Estado.

Atualmente a Unesp tem uma despesa anual de R$ 28 milhões com energia elétrica. “A expectativa é que somente com a mudança para o mercado livre a Unesp tenha uma economia de 20% na conta, o que representa cerca de R$ 5 milhões”, explicou o secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles.

A Universidade realizará uma chamada pública que irá definir a proposta mais vantajosa para a contratação de empresa especializada em serviços de consultoria, assessoria e gestão energética. O protocolo prevê a estruturação e implantação de modelo de contrato de performance, com remuneração pelos serviços mediante o desempenho alcançado e a editoração de publicações referentes aos resultados das ações.

“Ações como estas são importantes num contexto de fomento de triangulações na qual a universidade e o setor privado fortaleçam o Estado como uma instância empreendedora. As universidades públicas paulistas têm plenas condições de dar retorno à sociedade que a financia na forma de conhecimento acadêmico e de papers publicados em revistas de prestígio nacional e internacional. Elas também contribuem com a geração de riqueza na forma de pesquisas e ações com impacto no PIB. O Estado investe na inteligência das universidades; e isso pode trazer repercussões no setor empresarial, principalmente em São Paulo, que tem um sistema único com a autonomia de três universidades públicas (USP, Unesp e Unicamp), que cobrem 33 cidades paulistas, tendo a Fapesp como amálgama desse conhecimento”, afirmou o reitor da Unesp, Sandro Roberto Valentini.

Somando todos os campi da universidade, o consumo anual atinge os 60 gigawatt-hora (GWh). “A Unesp poderá alcançar uma economia anual ainda maior com a aplicação de outras ações como a substituição da iluminação atual por lâmpadas de led, modernização dos equipamentos de refrigeração e a instalação de geradores para os horários de ponta”, definiu o subsecretário de Energias Renováveis, Antonio Celso de Abreu Junior.

A Secretaria de Energia e Mineração anunciou também que irá apoiar também o estudo de projetos de geração distribuída a partir de fontes renováveis, como solar fotovoltaica, biogás, biomassa e outras fontes alternativas nos diversos campi da Universidade. “Gerar economia para as instituições do Estado, aumentar a geração de energia renovável na matriz energética paulista e criar emprego e renda para a população. Essa é a orientação do governador Geraldo Alckmin e objetivo desse projeto”, destacou Meirelles.

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas