pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

20.12.19
|
Sustentabilidade nas edificações, uma opção de investimento rentável para 2020
Fonte: Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Mato Grosso - 18.12.2019
Mato Grosso - Entre os investimentos para iniciar ou expandir um negócio, o capital aplicado para construção ou reforma de edificações e posteriormente os custos referentes à manutenção e operação dessa edificação, são itens que oneram consideravelmente o bolso dos investidores. Bons gestores de negócios calculam a relação entre o capital investido num determinado empreendimento e a lucratividade desse negócio para que o retorno do investimento seja o mais breve quanto possível, indicando o potencial de sucesso do empreendimento.

Em época de planejar um novo ano, quando se trata do assunto de investimentos, os analistas do mercado e os empreendedores buscam nos dados, cenários e nas perspectivas econômicas as melhores opções onde se possa investir capital tendo um retorno rápido e segurança financeira.

Em vista disso, na arquitetura e na engenharia há uma constante busca por soluções que tornem as edificações mais eficientes, rentáveis e com menor impacto ambiental, em síntese, tornando as edificações mais sustentáveis. Uma construção sustentável é definida a partir de um projeto que prevê a eficiência desde a obra até o uso e operação da edificação, buscando a melhor relação custo benefício, resultante de fatores como a redução na geração de resíduos sólidos, economia com os custos de manutenção do empreendimento, maior resistência a deterioração, ambientes com mais conforto e salubridade aos usuários e a valorização de mercado para esse imóvel.

A viabilidade de cada tecnologia que pode ser empregada para tornar um edifício mais sustentável precisa ser analisada em relação a seu respectivo benefício, quando se trata da economia de energia elétrica e de água é fácil demonstrar retornos breves, até por isso já é bem disseminado diversas soluções tecnológicas, tais como geração de energia fotovoltaica, cobertura com telhado verde ou com retenção de água da chuva, sistemas de isolamento térmico, que impactam nas contas de energia tanto para aquecer o edifício ou para refrigerar, controle de insolação para evitar calor excessivo, sistemas de reutilização de água para uso em banheiros, lavagem de chão e jardins, uso de equipamentos de alta eficiência energética e a automação e controle de climatização e iluminação, que possibilita controlar melhor a iluminação que se quer por ambiente e necessidade de uso.

Conceitualmente, é razoável afirmar que a construção sustentável está vinculada a vários resultados vantajosos para as empresas e consequentemente para as pessoas. Já, na prática, deve-se analisar dados para que haja comprovação das vantagens financeiras.

Um dos indicadores financeiros mais importantes para tomada de decisão em investimentos é o tempo necessário para retorno dos mesmos. O gerente técnico do GBC Brasil, Marcos Casado, diz que o incremento de custo para se construir um edifício sustentável varia de 2% a 7%, e o tempo de retorno desse investimento se dá em 3 a 5 anos, valores que percentualmente representam de 20% a 33% de taxa anual de retorno do investimento.

Em uma análise de 3 estudos de caso apresentado à Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia, foi verificado tempo de retorno do investimento de dois anos para um edifício com certificação LEED categoria Silver e de 3 anos para outros dois de categoria Gold e Platinum, sendo assim a taxa de retorno anual é de 50% e 33%, respectivamente. Em outro caso, Luiz Henrique Ceotto, Engenheiro e Professor convidado da Poli-USP, comparando um edifício tradicional a outro de mesmo porte, mas com aplicação de conceitos de sustentabilidade, obteve uma taxa de retorno do investimento do edifício sustentável de 2,38% ao mês.

Mesmo que as edificações de maior porte apresentem taxa de retorno maior, até mesmo construções de pequeno porte se beneficiam, como o caso do Espaço LarVerdeLar, edifício de 189m² localizado em Governador Valadares, Minas Gerais, que conta com as certificações ambientais LEED v4 e GBC Energy Zero, e teve seu o retorno do investimento para ser uma construção sustentável alcançado ao tempo de 5 anos e 6 meses, taxa de retorno anual de 18,18%.

Baseado nessas referências, nota-se que quem opta por investir em edificações sustentáveis acaba por fazer um ótimo negócio. Simplesmente porque a taxa de retorno do investimento alcançada é maior do que das aplicações mais comuns no mercado financeiro, como investimentos atrelados ao CDI e outros bem conhecidos, como a Poupança e Tesouro Direto. Superando até mesmo os índices da renda variável, como as ações da bolsa de valores e os fundos imobiliários, opções onde se assume um risco mais elevado em busca de melhores rendimentos, porém, que não são garantidos. Esses dados podem ser verificados na tabela e gráfico abaixo, que compara a taxa de retorno de investimentos, no ano de 2019, entre as opções mais comuns e o investimento em uma edificação sustentável, que gera rentabilidade através da economia alcançada no uso e operação do empreendimento.

De certa forma, toda pessoa que, no momento em que investe em uma construção ou reforma, não agrega as soluções sustentáveis a essa obra, acaba por si só deixando para trás uma oportunidade valiosa de investir seu dinheiro e obter maiores lucros advindos da redução de custos e despesas.

Mesmo em edifícios já construídos, soluções como o retrofit, avaliação de eficiência energética e a implantação de sistemas de geração de energia fotovoltaica podem trazer ótimos resultados econômicos, com baixo tempo de retorno do investimento. Para quem pretende construir, adotar soluções sustentáveis desde a concepção do projeto, poderá diminuir consideravelmente os investimentos necessários para se alcançar as características de uma edificação sustentável. Em ambos os casos, a escolha de profissionais credenciados e capacitados desde o planejamento da obra, é primordial para que sejam incluídas soluções harmoniosas ao projeto, prevenindo também incompatibilidades e retrabalhos durante a obra.

Um projeto de construção de edifício sustentável, bem planejado e executado, aliado ao uso de materiais sustentáveis e um plano eficiente de funcionamento e manutenção a longo prazo, gera inúmeros benefícios ambientais e sociais, valorização do imóvel, além de prover um bom retorno sobre o investimento e economia por todo o tempo de uso da edificação.

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas