pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Reportagens
Reportagens
voltar

Assunto: Panorama Nacional
22.03.17
|
Indústria têxtil investe em produtos e práticas sustentáveis
Minas Gerais – Com técnicas modernas, empresa reduz o consumo de água e energia elétrica na fabricação de tecidos
João Dalla, para o Procel Info
Cedro Textil/Divulgação
Minas Gerais - Apesar de abundante, nem toda água disponível no planeta é potável e própria para o consumo. Segundo relatório das Organizações das Nações Unidas (ONU), a escassez desse recurso afeta cerca de 40% da população mundial. E as previsões não são boas: a estimativa é de que 1,8 bilhão de pessoas sofrerão com a escassez de água até 2025. Não é preciso ir muito longe para verificar essa situação. O Distrito Federal, por exemplo, passa por um período de desabastecimento e a população enfrenta, atualmente, um processo de racionamento de água.

Para conscientizar a população sobre a importância desse recurso natural, 22 de março foi escolhido como o Dia Mundial da Água. No entanto, as iniciativas para garantir sua preservação devem estar presentes ao longo de todo o ano. E é isso que propõe a Cedro Textil, uma das principais fabricantes de tecidos do Brasil.

Com o surgimento de novas tecnologias, a empresa conseguiu desenvolver produtos que reduzem o impacto da produção de jeans no meio ambiente. A companhia possui três linhas de produtos que permitem uma redução significativa no consumo de água e energia durante o processo de fabricação e de lavagem das peças.

Calças jeans produzidas com o denim Biofashion consomem até 40% a menos de água durante a fabricação. Essa linha também requer menor tempo de produção, o que reduz o consumo de energia. Recursos hídricos ainda são economizados na etapa de lavagem industrial devido ao uso de um corante biodegradável que desbota com mais facilidade.

“A linha do Biofashion era desenvolvida por meio do processo de pigmentação, ou seja, nós impregnávamos o tecido e, depois, fazíamos um processo de lavagem muito mais agressivo para remover o pigmento, com isso se gastava muita água e energia no processo de lavanderia. A partir de um trabalho realizado em parceria com a Archroma, foi desenvolvido um corante que permanece fixo quando a roupa não é lavada, mas quando o tecido passa pela etapa de lavanderia, o corante sai com mais facilidade, então, para a fabricação de roupas délavé é necessário o consumo de menos água”, explica Leandro Coelho, coordenador de desenvolvimento de produtos da Cedro Textil.
'Mudanças no processo produtivo reduziram em 92% o uso de água e 30% o consumo de energia na etapa de tecelagem'

Esse tecido foi utilizado na coleção jeanswear “Mais Sustentável”, uma parceria entre a Cedro Textil e a C&A lançada no ano passado. O desenvolvimento dessa linha alcançou uma redução de 10% no consumo de água durante a fase do plantio do algodão utilizado nas peças, enquanto o uso de pesticidas e fertilizantes caiu 50% e 26,5%, respectivamente. A rede varejista também conseguiu uma economia de 92% no uso de água e uma redução de 30% no consumo de energia durante o processo de tecelagem dos produtos. Já no processo de lavanderia, realizado em parceria com a Emphasis, foram consumidos 30% a menos de água e 15% a menos de energia.

Outra inovação da Cedro Textil é o No Wash, tecido desenvolvido com acabamento antimicrobial que impede o desenvolvimento de micro-organismos responsáveis pelo odor nas peças. O produto, além de reduzir a necessidade da lavanderia doméstica, dispensa a etapa de lavagem industrial e, com isso, reduz consideravelmente a quantidade de água utilizada durante o processo de fabricação do jeans.

Segundo dados do Instituto Akatu, para se produzir uma calça jeans são necessários até 10 mil litros de água. Desse total, apenas 24 litros são utilizados para fabricar o tecido que será utilizado na peça. Todo o restante da água é consumida durante a etapa de lavagem industrial. Como o No Wash dispensa este processo não é necessário o consumo excessivo dos recursos hídricos. Com a eliminação dessa etapa também há uma grande economia de energia, já que a quantidade de máquinas utilizadas durante o processo produtivo é reduzida.

Além do Biofashion e do No Wash, a Cedro Textil lançou no final do ano passado o Splash, uma sarja branca com acabamento hidrofugante que repele líquidos derramados nas peças, como café e suco, ao invés de absorvê-los. Com isso, o produto suja menos e reduz a necessidade de lavagem para o consumidor final. A redução no número de lavagens garante um menor consumo de água e energia, uma vez que torna possível o uso mais consciente da máquina de lavar.

O coordenador de desenvolvimento de produtos da Cedro Textil considera que o investimento em técnicas sustentáveis de produção de tecidos é uma tendência na indústria têxtil. “Esse é um caminho sem volta, até porque, hoje, a energia é cara e onera o processo produtivo. Então, toda e qualquer ação que nós possamos fazer para a redução de energia tanto no processo produtivo quanto no cliente final é bem-vinda hoje”, afirma.

Além disso, todos os produtos fabricados pela companhia são produzidos com algodão certificado. Cerca de 60% recebe a certificação da Better Cotton Iniciative (BCI), organização que atesta produtores que adotam medidas socioambientais no plantio de algodão. O restante é proveniente de produtores cadastrados no programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR). Apesar disso, Leandro Coelho faz algumas ressalvas quanto a esse tipo de algodão para garantir uma melhor performance da indústria.
'Funcionários são estimulados a contribuir com sugestões que proporcionem a redução do consumo de água, energia e matéria-prima nos processos produtivos'

“Esse tipo de algodão ainda não tem volume de produção para atender a indústria. Não tem volume e padrão. Esse algodão precisa ter um comprimento de fibras uniforme para que você tenha eficiência nos processos de fiação. Esse algodão orgânico ainda é muito natural, rebelde e irregular. Então, isso é uma tendência a muito longo prazo até que as empresas de pesquisa envolvidas nesse processo consigam efetivamente fazer um algodão que seja adequado aos processos produtivos em larga escala”, pondera.

A sustentabilidade não está apenas nos produtos desenvolvidos pela companhia. A Cedro Textil conta uma matriz energética renovável que permite a geração de energia térmica a partir do uso de biocombustíveis, como madeira proveniente de florestas energéticas regularizadas ambientalmente, cavacos residuais, capim elefante e bagaço de cana.

Em relação aos recursos hídricos, através do Centro de Tratamento de Efluentes, a companhia consegue reaproveitar 98% das águas de resfriamento e 20% das águas de efluente tratado. Os 80% restantes, após tratamento, retornam aos rios limpos e sem poluir o meio ambiente.

As ações sustentáveis da companhia ainda se estendem para a redução de CO², um dos gases responsáveis pelo efeito estufa. Os investimentos na última década permitiram que a empresa reduzisse 70% da emissão de CO2 de sua produção. A Cedro Textil ainda mantém uma área de preservação na Serra do Cipó (MG) que alcança os 5,6 mil hectares.

Essa postura sustentável também é estimulada nos três mil funcionários da companhia. Através de um processo de gestão, a Cedro incentiva os colaboradores a proporem ideias para reduzir desperdícios de água, energia e matéria-prima nos processos produtivos que proporcionem um aumento na produtividade da companhia. Uma das sugestões aderidas pela empresa no ano passado foi a instalação de uma válvula nas torneiras de todo o setor administrativo para reduzir o desperdício de água. Ao longo de 2016, cerca de 1,3 mil colaboradores participaram desse processo e foram colocadas em prática 3,6 mil iniciativas.

“Já possuímos a certificação ISO 14.001 – Norma Sistemas de Gestão Ambiental - há vários anos. A preocupação com o meio ambiente é algo constante na história da empresa. E atualmente, quando nós contratamos um novo funcionário, ele é apresentado a política ambiental da Cedro. Isso mostra que a sustentabilidade está no DNA da empresa”, destaca Leandro.
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas