pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Reportagens
Reportagens
voltar

Assunto: Revista TopView - Agosto 2020
17.09.20
|
Os possíveis caminhos da construção
Diante de um futuro ainda incerto, especialistas tentam esboçar as transformações e os movimentos que prometem atingir o setor. Descarbonização, espaços de desinfecção, soluções da indústria 4.0 e cidades inteligentes são algumas das direções

Paraná - A covid-19 pode ser tão impactante a ponto de transformar ou desencadear um novo estilo arquitetônico? O relatório de tendências do estúdio Roar, de Dubai, afirma que sim. Os profissionais defendem que uma nova forma de arquitetura modernista pode surgir, influenciada por razões parecidas com as do século passado: facilidade de higienização para eliminar contaminação por doenças.

Independentemente das mudanças (ou não) no estilo arquitetônico, especialistas acreditam que a relação com a casa foi alterada pelo tempo de quarentena. “Mudou a forma como as pessoas enxergam seus lares. O que antes era um espaço para descanso, agora é também escola, trabalho, lazer e até academia. É nesse contexto que a demanda por ambientes dinâmicos e espaços funcionais torna-se de extrema relevância”, observa o empresário Leonardo Yoshii, proprietário da construtora A.Yoshii.

Isso desafia o caminho que a indústria vinha trilhando, com apartamentos menores e compactos.

Sustentabilidade e soluções ecoeficientes

Outra questão que ganha destaque neste momento é a adoção de tecnologias verdes no setor de construção civil. Esse é o questionamento do artigo How to Grow Green, publicado na revista Bloomberg, em que são elencadas 26 maneiras de alavancar um futuro com energia limpa após nos recuperarmos da pandemia.

Em termos acadêmicos, o Brasil é destaque na pesquisa sobre sustentabilidade. Então o que falta para aplicar os conceitos na indústria? “Temos que criar uma cultura de sustentabilidade. Formar bem nossos engenheiros, arquitetos e afins. Temos que ter pessoas com essa visão holística, pensando no ciclo de vida da construção, desde o projeto até o final da vida útil. Há muitas soluções simples que poderiam ser usadas, e as pessoas não usam por desconhecimento”, resume o professor doutor José Marques Filho, do departamento de Construção Civil da UFPR.

A visão da obra deve abranger todos os detalhes para que as emissões de gases de efeito estufa possam ser diminuídas em cada etapa. “Uma construção tem como único objetivo a melhoria da vida das pessoas, então, que este material, esta obra, esta edificação tenham menor impacto ambiental, sejam o mais econômicos possíveis – para não penalizar a sociedade – e tragam benefícios para todos do entorno”, afirma.

Outro desafio é a ideia de que soluções sustentáveis aumentarão o custo da obra. “Hoje, no país, a gente ouve muita coisa de achismo. Nós não temos que ‘achar’, temos que fazer o que é tecnicamente e eticamente correto e que está dentro dos valores comuns de todos os seres humanos. Sustentabilidade representa o aumento de consciência e de capacitação técnica”, conclui Filho.
Clique no link abaixo e leia a reportagem na íntegra
Revista TopView Agosto 2020.pdf
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas