pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Reportagens
Reportagens
voltar

Assunto: INOVAÇÃO
26.06.20
|
Programa Lab Procel seleciona 5 projetos inovadores em eficiência energética
Rio de Janeiro – Propostas com foco em saneamento ambiental passarão por um processo de aceleração pelos próximos 18 meses. Objetivo final é disponibilizar para o mercado as soluções aceleradas
Fotos: Sabesp/AEN-PR/Grupo Águas do Brasil
Tiago Reis, para o Procel Info
Rio de Janeiro – A Eletrobras, por meio do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), divulgou, nesta sexta-feira (26/06), a lista com os projetos selecionados pela primeira Chamada Pública do Programa Lab Procel, uma parceria da Eletrobras com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – regional Rio de Janeiro (Firjan Senai). Ao todo foram selecionados cinco projetos para participar da fase de aceleração tecnológica e de negócios. Lançada em abril, a primeira Chamada Pública buscou soluções inovadoras em eficiência energética no saneamento ambiental nas áreas de sistemas de abastecimento de água; esgotamento sanitário; e limpeza urbana e resíduos sólidos. Ao todo, os vencedores irão dividir cerca de R$ 6 milhões para o desenvolvimento e aceleração das soluções, com o objetivo de estarem aptos para inserção no mercado ao final de 2021.

O processo seletivo foi realizado em duas etapas. Na primeira, foi feita uma avaliação online dos 64 projetos inscritos, dos quais 16 avançaram para a Etapa 2 – Seleção Presencial. Na etapa 2, as startups, micro/pequenas empresas concorrentes tiveram que entregar um Plano do Projeto e passar pela avaliação técnica perante uma banca de especialistas, que contou com representantes da Eletrobras/Procel, Firjan Senai, universidades, associações, agências governamentais brasileiras e internacionais e profissionais de empresas de destaque no setor de saneamento ambiental. Ao final desta avaliação, foram selecionadas as seguintes soluções por categoria:

Abastecimento de Água

- Turbina Redutora de Pressão – TRP, da empresa Betta Hidroturbinas (SP)

- eVRP - Válvula Redutora de Pressão com Geração de Energia, da empresa Hidreo (PR)


Esgotamento Sanitário

- Micro-usina de auto-geração de energia elétrica e térmica com biogás de saneamento, da Luming Inteligência Energética (RS)

- Sistema compacto e descentralizado de água de reuso, da empresa Ekonowater (SP)

Limpeza Urbana e Resíduos Sólidos

- SMART UTC para valorização de resíduos orgânicos de grandes geradores estratégicos, da empresa Methanum Engenharia Ambiental LTDA-ME (RJ)

Integrante da equipe organizadora do Lab Procel, o engenheiro eletricista do Procel, Thales Terrola e Lopes, avaliou positivamente o resultado da seleção da primeira Chamada Pública do Programa. Segundo ele, a banca de seleção teve um trabalho complexo para a definição dos 5 projetos, devido a elevada qualidade das 16 propostas avaliadas na etapa 2 .

“Somente conseguimos alcançar este resultado graças ao comprometimento e grande conhecimento apresentado por toda a banca de seleção durante a realização da etapa de avaliação dos projetis. Nossos agradecimentos a todos os participantes das bancas de avaliação e as startups, micro e pequenas empresas que acreditaram no nosso primeiro edital do Lab Procel e submeteram seus projetos", ressaltou Thales.

A seleção da etapa 2 ocorreu por meio de videoconferência, devido a restrições de deslocamento e orientações de distanciamento social por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Realizada em três dias, a banca foi coordenada pela especialista em Inovação e Aceleração de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Kézia Rodrigues da Silva. Ela destaca que banca teve como objetivo escolher projetos que serão de fato úteis para o mercado do saneamento. “A gente teve um olhar para selecionar soluções que o mercado visualiza valor. Isso foi essencial pra gente colocar o nosso tempo, os recursos do Procel, em soluções que terão altíssimo impacto no mercado. A nossa banca teve muito trabalho para analisar as 16 propostas apresentadas, já que estas estavam bem desenvolvidas e vieram alinhadas com os objetivos do programa. Então, diante da qualidade, tivemos que fazer um grande esforço para conseguir chegar nesse número menor de cinco empresas. Eu e a equipe do Lab Procel estamos bem confiantes de que essas empresas e startups vão conseguir entregar ao final da aceleração uma solução com grande relevância para o mercado de saneamento”, explica Kézia.

A especialista, que também vai participar da fase de aceleração dos projetos, classificou os projetos aprovados como soluções com potencial de trazer grandes benefícios para o segmento de saneamento. Ela destacou que os cinco projetos selecionados estão bastante maduros, mas ainda não estão prontos para o mercado. Kézia considera que eles ainda precisam ser acelerados para ganhar escala e aspectos de competitividade para entrar numa disputa de mercado. A especialista em inovação também ressalta, que dentro da aceleradora do Lab Procel, que vai funcionar na unidade do Instituto Senai de Tecnologia, Automação e Simulação, localizado no bairro de Benfica, na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, o programa não vai trabalhar apenas no desenvolvimento dos protótipos, mas também na evolução dos empreendedores. “As propostas ainda precisam ser “lapidadas” para poder entrar de fato no mercado. Mesmo tendo um projeto maduro, as empresas estão querendo aumentar a sua escala ou replicar a sua solução para que ela possa ser utilizada em ambientes diferentes. Sempre tem coisa nova para elas desenvolverem e nós vamos trabalhar com isso. A gente não quer, dentro do Lab Procel, que se desenvolvam apenas um protótipo, um mínimo produto viável, ou só focar na tecnologia do produto. Queremos que o desenvolvimento ocorra em outras frentes, pelo desenvolvimento dos empreendedores, através de habilidades comportamentais, ferramentas de gestão, acesso ao mercado e acesso a capital investidor, já que trabalharemos na aproximação com investidores ou fundos de investimentos, para que elas recebam recursos além daqueles previstos pelo Procel”, destaca.

Novo marco regulatório do saneamento é estímulo para a eficiência energética

A divulgação do resultado final da seleção da primeira Chamada Pública do Lab Procel acontece num momento de grandes transformações para o setor de saneamento no Brasil. Com a aprovação do Novo Marco Regulatório do Saneamento Básico , ocorrido na última quarta-feira (24), o setor de saneamento vai passar por profundas mudanças, que vão desde a universalização dos serviços de água e esgoto até 2033, até a extinção dos lixões a céu aberto, previsto para o final de 2024.

De acordo com estimativa da consultoria KPMG, encomendada pela Abcon (Associação das Operadoras Privadas de Saneamento), com o novo Marco Regulatório, os investimentos em saneamento devem superar os R$ 700 bilhões na próxima década, impulsionado principalmente pela construção e expansão das redes de água e esgoto. Diante desse cenário, Karine Mahon Rossi, coordenadora do Instituto Senai de Tecnologia Química e Meio Ambiente da Firjan, e integrante da equipe do Lab Procel, considera que esse novo marco chega no momento certo para as empresas e startups que serão aceleradas pelo programa. “A concorrência pelas concessões influenciará as empresas a terem foco na eficiência operacional dos seus sistemas e serviços. E as inovações desenvolvidas no Lab Procel poderão aumentar a competitividade dessas empresas”, afirma.
Os cinco projetos selecionados vão dividir cerca de R$ 6 milhões em recursos do Procel para investir na aceleração das soluções

Ela acrescenta que o fato do programa trabalhar diretamente com eficiência energética é um diferencial neste momento, já que a redução do consumo de energia aumenta a eficiência operacional, tornando mais competitivas as empresas que implementarem soluções voltadas para eficiência energética. Ela ressalta também que algumas das soluções que serão aceleradas pelo Lab Procel priorizam ações de recuperação energética ou geração própria de energia por meio de biogás ou bioenergia, recursos que são subaproveitados pelas empresas que atuam com esgotamento sanitário, limpeza urbana e resíduos sólidos. “Quando a gente está falando de um processo dentro do Lab Procel, visamos produtos e processos que melhorem a eficiência energética. Nós estamos falando que essas empresas e startups que serão aceleradas ao final de todo o processo, em dezembro 2021, vão ter um produto mais eficiente, podendo oferecer isso ao mercado. E as companhias que já atuam ou irão entrar na disputa pelas concessões já estão olhando isso, olhando o valor disso, e certamente vão fazer a aquisição desses produtos ou processos, já que com essas novas tecnologias haverá diminuição de custo, aumentando a competitividade. Então, eu considero que esse é o momento ideal para tudo isso acontecer. Todas essas ideias e projetos que serão desenvolvidos tem um foco único: eficiência energética. E eficiência energética para o setor de saneamento é diminuição de custo operacional”, completa.

Opinião semelhante tem Kézia Rodrigues. Ela avalia que as empresas selecionadas vão entrar em um novo mercado em 2022, com novas áreas de atuação e em um ambiente mais aberto a novas soluções. “Abrem-se novos mercados e novas áreas de atuação. Esse cenário foi observado tanto pelo Procel, quanto a Eletrobras, dentro do mapeamento de estratégias para que os investimentos do Lab Procel ocorressem no exato momento de grandes mudanças na regulação do setor. Então, além de toda a base de evolução tecnológica, a gente tem também como missão entregar para essas micro/pequenas empresas e startups uma grande rede de contatos, que pode realmente apoiar o desenvolvimento delas nesse novo momento. Então é isso que o Lab Procel está fazendo, totalmente alinhado com essas mudanças e dando para essas empresas recurso financeiro e ferramentas, para que elas se desenvolvam e estejam prontas para esses novos mercados e oportunidades de negócios que vão surgir”, concluiu.

A ajuda que faltava

O momento atual, de crise econômica e paralisação de várias atividades devido a pandemia do Covid-19, trouxe um panorama de incertezas para várias empresas de diversos segmentos econômicos. Para as pequenas e microempresas o cenário também é desfavorável, já que as receitas estão escassas e a busca por crédito não está sendo fácil. Para Karine Mahon, os cerca de R$ 6 milhões disponibilizados pelo Programa Lab Procel para os cinco projetos vencedores da primeira Chamada Pública, chega num momento crucial para sobrevivência dessas empresas. Ela, que também participou da Comissão Avaliadora do Lab Procel, ressalta que entre os 16 projetos finalistas estavam soluções com alto nível de maturidade e potencial de mercado, mas que muitas vezes, por falta de recursos, o desenvolvimento desses produtos fica limitado. A coordenadora do Instituto Senai de Tecnologia acredita que o recurso que será disponibilizado pelo Procel para cada empresa é o valor que faltava para a conclusão de cada projeto. “Durante toda a fase de seleção, a banca de avaliação teve a percepção de que estávamos diante de boas soluções para o mercado, mas que às vezes, essas soluções não evoluem por falta de recursos financeiros. A gente não está falando de um valor exorbitante, estamos falando de valores pequenos, mas que é vital para essas empresas conseguirem rodar, desenvolver melhor a sua tecnologia e chegar ao nível de fornecimento para o mercado. O Lab Procel vem para corroborar a necessidade desse investimento, em todos os setores do Brasil, mas neste momento o saneamento sai na frente. Existem muitas boas ideias, mas que as vezes não chegam em nível de comercialização por falta de incentivo financeiro”, ressalta Karine.
’Todos os projetos que serão desenvolvidos tem um foco único: eficiência energética. E eficiência energética para o setor de saneamento é diminuição de custo operacional’

Thales Terrola e Lopes, do Procel, também acredita que a ajuda técnica e financeira oferecida pelo Lab Procel será um diferencial para as empresas. Para ele, apesar da conjuntura atual ser desfavorável, a perspectiva, após a conclusão do processo de aceleração, previsto para o final de 2021, é de retomada da atividade econômica e de grandes investimentos em saneamento, por conta do novo marco regulatório do setor. E ter um produto que alie inovação e eficiência energética será um diferencial neste período de retomada da economia.

Sequência do Programa Lab Procel

Concluída a seleção da primeira Chamada Pública do Lab Procel, os cinco projetos aprovados entram na fase de formalização dos contratos de aceleração e da elaboração do plano individual de aceleração. A partir da segunda quinzena de julho até novembro de 2021, as empresas passarão por todo o processo de aceleração e desenvolvimento dos projetos. Ao final da aceleração as soluções serão graduadas durante o evento Demoday Lab Procel, previsto para acontecer em dezembro de 2021. Neste evento, as aceleradas terão a oportunidade de apresentar as suas soluções para potenciais clientes, investidores, e formalizar parcerias. O evento contará com stands de demonstração de todas as soluções e rodadas de negócio.

Além da Chamada Pública para soluções em saneamento ambiental, o Programa Lab Procel terá outra seleção ainda em 2020. Para o segundo semestre deste ano, está prevista a realização de uma nova Chamada Pública, desta vez para soluções inovadoras em eficiência energética com aplicações nos segmentos residencial, comercial, industrial serviços e setor público. Já em 2021 serão realizadas duas maratonas no formato Hackathon, voltadas para o tema da eficiência energética. O Programa Lab Procel é uma iniciativa da Eletrobras/Procel em parceria com a Firjan Senai. Ao longo de 24 meses serão investidos R$ 16,67 milhões (R$ 15 milhões por parte da Eletrobras e o restante como contrapartida pela Firjan Senai) para a viabilização do “Concurso de Inovação para Soluções em Eficiência Energética”, projeto aprovado no segundo Plano Anual de Aplicação de Recursos do Procel (PAR Procel 2018). O programa tem como objetivo fomentar e intermediar oportunidades para o desenvolvimento de projetos de inovação tecnológica em eficiência energética junto a startups, micro e pequenas empresas de base tecnológica.

No site da Eletrobras, está disponível uma página dedicada ao Programa Lab Procel. Clique aqui para conhecer o programa e o andamento das Chamadas Públicas.
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas