pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Reportagens
Reportagens
voltar

Assunto: Panorama Nacional
31.03.17
|
Brasil ganha versão da Calculadora 2050
Rio de Janeiro – Desenvolvida em parceria com o governo britânico, calculadora simula cenários energéticos
Tiago Reis, para o Procel Info
Rio de Janeiro – Ser uma instrumento constante de comunicação e debate com a sociedade sobre os processos e metas para reduzir as mudança climáticas. Com esse objetivo, foi apresentada na última terça-feira (28/03), em evento na sede da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), no Rio de Janeiro, a versão brasileira da Calculadora 2050. A ferramenta online permite a construção de diferentes cenários energéticos até 2050. Para cada simulação, a calculadora apresenta seu impacto em termos de emissões de gases de efeito estufa (GEE), composição da matriz energética, dependência externa de energia, representados em gráficos e tabelas gerados automaticamente pela calculadora. Além disso, a ferramenta também calcula as emissões de setores de transportes e do uso da terra.

A Calculadora foi criada em 2015 pelo governo do Reino Unido e já foi adaptada para mais de 20 países, entre os quais a China, Índia, Colômbia, México, África do Sul, Japão, Coreia do Sul, Bélgica. A versão brasileira foi desenvolvida por técnicos da EPE em parceria com o Departamento de Energia e Mudanças Climáticas do Reino Unido (atual BEIS), da Embaixada Britânica no Brasil e com o COPPE/UFRJ, que elaborou os cenários de oferta e demanda.

"A calculadora não vai responder a tudo, mas ela é um instrumento muito importante no nosso trabalho aqui na EPE e será uma ferramenta muito importante de comunicação com a sociedade", explicou durante a apresentação o presidente da EPE, Luiz Augusto Barroso.

Além da EPE, o evento contou com representantes do Governo Britânico, dos Ministérios de Minas e Energia e do Meio Ambiente, do Inmetro, Procel, Conpet e Aneel, Abrace e da Abesco. O Cônsul-Geral Adjunto e Chefe Regional do Ministério de Relações Exteriores do Rio de Janeiro, Kal Bruce-Jaja, destacou que a cooperação técnica entre os dois países vai possibilitar aos brasileiros construir cenários sobre os desafios e riscos ambientais levando em consideração a realidade local.

“A versão brasileira da ‘Calculadora 2050’ é resultado da parceria iniciada em 2014 com a assinatura de um Memorando de Entendimento entre EPE e o BEIS. O projeto brasileiro se baseia no modelo do Reino Unido para projetar cenários diversos de energia e emissão de gases de efeito estufa.” explica Kal Bruce-Jaja.

Eficiência Energética

A eficiência energética é um dos pilares da meta brasileira para reduzir as emissões de gases de efeito estufa ratificados no Acordo de Paris. Na Conferência do Clima, o país se comprometeu a reduzir até 2030 as emissões de GEE em 43% em relação aos níveis de 2005. Para atingir essa meta, o setor energético tem uma participação relevante, já que somente esse segmento, que engloba a produção de energia elétrica e os combustíveis utilizados nos sistemas de transportes de passageiros e de cargas, é responsável por 26% das emissões, ficando atrás somente do setor agropecuário. Com o uso da calculadora é possível mensurar o impacto das diversas fontes da matriz energética brasileira na quantidade de emissões de gases de efeito estufa. Também é possível simular os cenários escolhendo a fonte que será utilizada para gerar energia para determinada demanda, e determinar a qualidade da demanda que se pretende atingir.

Presente no evento, a superintendente de Eficiência Energética da Eletrobras, Renata Falcão, destacou as ações do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel) e ressaltou como esse programa governamental pode ajudar o país a alcançar ganhos de 10% em eficiência energética no sistema elétrico até 2030.

“A Calculadora 2050 mostra que as ações de eficiência energética contribuem de forma significativa com a INDC do Brasil. O Procel é o programa que atualmente mais desenvolve ações de eficiência energética estruturantes e que contribuem com a mitigação das barreiras de mercado. Além disso, o Procel desenvolve ações em todos os segmentos de consumo como industrial, comercial, residencial, público, entre outros”, destaca Renata Falcão.
'Calculadora tem como objetivo ampliar o debate com a sociedade sobre as forma de reduzir a emissão de gases de efeito estufa'

Para a superintendente, com a aprovação da Lei 13.280/2016, o Procel terá neste ano cerca de R$ 107 milhões para investir em diversas ações de eficiência energética. Ela ressalta que esse nível de investimento vai possibilitar uma contribuição do programa de forma relevante com a meta estabelecida no Acordo de Paris, no qual a eficiência energética terá uma participação fundamental.

“A Calculadora 2050 é um instrumento de participação da sociedade sobre que caminhos deverão ser considerados pelos agentes públicos na elaboração de políticas energéticas. Nesse sentido, é possível observar ações de eficiência energética no Brasil com atuação no lado da demanda e da oferta e que poderão gerar impacto relevante na redução dos Gases de Efeito Estufa. Dessa forma, a Calculadora 2050 permite que a sociedade informe as suas expectativas em termos de ações que poderiam ser priorizadas e como as mesmas poderiam influenciar o atingimento das metas estabelecidas no Acordo de Paris”, afirma Renata Falcão.



Parcerias com a sociedade

Para o diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da EPE, Ricardo Gorini, a principal vantagem da calculadora é possibilitar uma maior participação da sociedade nas discussões sobre as mudanças climáticas. O gestor avalia que o fato de estar disponível na internet e ter uma linguagem de fácil assimilação, a Calculadora 2050 poderá ser utilizada por diversos setores da sociedade, tirando o debate da área técnica e levando para o cotidiano das pessoas. Ele considera que a calculadora tem um grande potencial de ampliar e fundamentar as discussões sobre o futuro do sistema energético e revelar quais áreas devem ser priorizadas para aumentar o potencial de mitigação das emissões de CO2. O diretor avalia que a ferramenta também possibilita o trabalho conjunto com vários setores da sociedade, como as escolas, universidades, empresas associações setoriais e órgãos governamentais.

“Nós achamos muito interessante buscar novas formas de comunicar o nosso trabalho com a sociedade. E essa participação é fundamental. Porque ela esclarece, traz a diversidade das opiniões, e permite criação de um conceito de inteligência coletiva, com todos contribuindo para algo melhor”, ressalta o diretor.

Gorini revela que para ampliar a divulgação da Calculadora 2050, além do uso das redes sociais, a EPE planeja levar a utilização da ferramenta para diversos nichos específicos sociedade. Ele destaca que está em estudos uma parceria com o Ministério da Educação, para que a Calculadora possa também ser utilizada nas escolas, além de contar com o apoio do Procel como parceiro da divulgação dessa ferramenta.

“O Procel tem uma importância muito grande na divulgação da Calculadora. Como principal referência no país quando o assunto é eficiência energética, o apoio para a divulgação será muito importante para que a sociedade tenha conhecimento dessa ferramenta”, conclui Ricardo Gorini.

No vídeo acima, um tutorial produzido pela EPE explica o funcionamento da calculadora. Para consultar a versão brasileira da Calculadora 2050 basta clicar neste link.
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas