pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Reportagens
Reportagens
voltar

Assunto: Panorama Nacional
18.01.17
|
Com postos ecoeficientes, Ipiranga reduz em 25% o consumo de energia
Rio de Janeiro – Com funcionamento mais sustentável, revendedores obtém ganhos econômicos e ambientais. Modelo de operação é reconhecido pelos Selos LEED e Procel Edificações
Tiago Reis, para o Procel Info
Divulgação
Rio de Janeiro – Uma iniciativa pioneira que prega uma atividade comercial com respeito ao meio ambiente já traz resultados positivos para a distribuidora de combustíveis Ipiranga. Lançado em 2009, o projeto Postos Ecoeficientes apresenta uma série de recursos inovadores que tornaram a operação desses empreendimentos mais sustentáveis. Com foco na gestão eficiente do consumo de água e energia, além de um processo de construção com menor impacto ambiental, esse modelo de posto de combustível se mostra viável do ponto de vista econômico e ambiental.

O conceito de posto ecoeficente adota medidas voltadas para a gestão racional dos recursos naturais, como o aumento da eficiência energética e hídrica. Por meio da utilização de lâmpadas de LED, melhor aproveitamento da luz natural, sistemas de ar-condicionado de baixo consumo, geração de energia por meio de placas fotovoltaicas, coleta da água da chuva e reaproveitamento da água utilizada na lavagem automotiva, é possível obter ganhos consideráveis em eficiência no funcionamento desse tipo de estabelecimento. Outro ponto que apresenta vantagens para o revendedor da Ipiranga é o processo de construção das edificações, que prioriza as soluções a seco e com menor impacto ambiental.

Em sete anos, esse modelo de operação mostra resultados satisfatórios para a companhia. Até o final de 2016, a rede, que possui mais de 7.200 postos em todo o país, já contabilizava, em funcionamento, 1.179 unidades com o padrão sustentável. Juntos, esses postos economizam 1MWh de energia por mês e, desde o início do projeto, essa economia chega a 29,5 GWh. Em relação ao consumo de água, a redução chega perto de 80%.

“O balanço é positivo, já o posto ecoeficiente trata-se de um projeto que vem se mantendo atual, oferecendo soluções inovadoras e comprovadamente eficientes”, explica André de Stefani, gerente executivo de Desenvolvimento de Varejo da Ipiranga.
Na média, um posto ecoeficiente reduz em 25% o consumo de energia elétrica e 80% o de água

De Stefani revela que, ao ser elaborado, o projeto teve como foco inicial reduzir as despesas de energia elétrica, que na época era um dos maiores custos na operação de um posto de combustível. O projeto piloto foi colocado em prática em Porto Alegre (RS), no posto Caminho Verde. O local serviu como grande laboratório para que fossem testadas uma série de soluções para tornar o funcionamento do estabelecimento mais sustentável. Com a viabilidade ambiental e comercial comprovada, a Ipiranga iniciou estudos para replicar esse modelo de operação para as outras unidades da rede espalhadas pelo país.

Com o passar dos anos e o surgimento de novas tecnologias, o conceito do posto ecoeficiente ficou mais amplo, passando a contemplar novas soluções para reduzir o consumo de água e energia e um sistema construtivo mais sustentável, com uma visão diferente da gestão da obra, no qual o desperdício e uso excessivo de materiais fossem reduzidos. Com isso, os postos ecoeficientes, novos ou reformados, passaram a utilizar técnicas de construção modular a seco, como a Steel Frame, que reduz o consumo de materiais, geração de resíduos e gastos com insumos como energia elétrica e água durante a obra. O tempo de construção também é outra vantagem, já que é muito menor se comparado com as técnicas de uma obra convencional.

Entretanto, mesmo com as vantagens apresentadas, o processo de construção ainda é uma das principais barreiras para uma maior adesão ao modelo ecoeficiente. De Stefani revela que, por uma questão cultural, muitos empresários ainda acreditam que uma obra só pode ser realizada a partir do tijolo e do cimento, colocando obstáculos à utilização de técnicas mais modernas e eficientes.

“Tivemos os desafios em relação ao sistema construtivo, principalmente pela questão cultural. Mas outro ponto importante que tivemos que ultrapassar era demonstrar que os investimentos realizados traziam grandes economias ao longo da vida útil da edificação do posto. Portanto, tivemos que trabalhar para comprovar para o cliente que valeria investir na mudança de conceito que requer para tornar-se um Posto Ecoeficiente”, ressalta de Stefani.

Apesar da resistência apresentada por alguns revendedores, o gerente destaca que o Posto Ecoeficiente, além dos benefícios ambientais, também é viavél do ponto de vista econômico. Ele afirma que somente em relação ao consumo de energia, o posto sustentável gasta 25% menos que um convencional. Em relação ao uso da água, a economia pode chegar a até 80%.

“O Posto Ecoeficiente Ipiranga atua na perenidade do negócio, com a redução de custos operacionais com energia, água e manutenção, mantendo o alto padrão de qualidade que a companhia preza. O nosso revendedor, desta forma, tem mais recurso para investir no crescimento do seu negócio, com a economia de suas contas. A utilização de métodos construtivos como o Steel Framing e Single Deck abreviam o tempo de obras antecipando o faturamento do negócio”, destaca.
Com 15 postos certificados, a Ipiranga é a empresa com o maior número de Selos Procel Edificações no país

Para mostrar aos revendedores os benefícios do modelo de gestão sustentável, a Ipiranga oferece, desde 2016, um serviço de orientação sobre a utilização racional dos recursos naturais. Batizada de 'Consultoria Ecoeficiente', o serviço, que é oferecido de forma gratuita, compartilha o conhecimento adquirido pela área de engenharia da distribuidora para orientar, de forma personalizada, o revendedor em como investir em eficiência energética e hídrica nos postos, de forma a reduzir o custo com energia e água e contribuir para a saúde financeira do negócio.

Postos conquistam selos Procel Edificações e LEED

Além dos ganhos financeiros e ambientais, o investimento em sustentabilidade também trouxe reconhecimento no Brasil e no exterior da iniciativa para Ipiranga. Dos quase 1.200 postos ecoeficientes, 15 cumpriram os requisitos necessários e foram outorgados com o Selo Procel Edificações. Essa certificação, criada em 2014, tem como objetivo identificar as edificações que apresentem os melhores índices de eficiência energética nos sistemas de envoltória, iluminação e condicionamento de ar, motivando o mercado consumidor a adquirir e utilizar imóveis mais eficientes. Os 15 postos certificados estão nos estados de São Paulo (5), Paraná (3), Rio de Janeiro (2), e Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Pará, Mato Grosso do Sul e Ceará, o que faz da Ipiranga a empresa com o maior número de Selos Procel Edificações outorgados. Além do Selo Procel, o posto Jardim Carioca, no Rio de Janeiro, recebeu também a Certificação LEED Gold, concedido pelo Green Building Council (GBC), organização americana que avalia empreendimentos voltados ao desenvolvimento sustentável.

“Essas certificações, por serem amplamente conhecidas e respeitadas, servem de balizamento indicando que o projeto está no caminho certo. Mostra que se optou pela melhor forma de projetar e construir o posto, sem abrir mão da qualidade e com o menor consumo possível de energia. Gera mais valor agregado ao negócio, redução de custos operacionais e o reconhecimento do consumidor”, afirma o gerente.

Além das certificações, o conceito de posto ecoefiente também tem sido levado para universidades do Brasil e do exterior mostrando, por meio de palestras e seminários, as vantagens desse modelo de operação. Recentemente a Ipiranga recebeu o prêmio da Universidade de Boston, nos EUA. Além do meio acadêmico, esse case também tem sido apresentado em feiras e congressos da área de construção civil para mostrar as vantagens desse tipo de construção.
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas