pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Reportagens
Reportagens
voltar

Assunto: O Globo 21.12.2021
22.12.21
|
Em imóveis, uso racional de recursos é alívio no bolso
Certificações atestam baixo consumo das construções e apontam para benefícios no longo prazo: economia de energia chega a 30%

Rio de Janeiro - Na hora de comprar um imóvel, a eficiência energética não costuma ser fator decisivo como localização, metragem quadrada e preço. Mas, para especialistas, optar por uma construção com certificações que apontem para o uso mais eficaz de energia e água pode trazer uma economia considerável ao longo dos anos.

“Os três itens mais importantes em um empreendimento hoje são localização, localização, localização. Em seguida, o tamanho. Mas hoje a questão da eficiência, que antes passava despercebida, está ganhando importância. E não por consciência ambiental, mas porque vai direto no bolso”, explica Fábio Villas Bôas, vice-presidente Institucional da Tecnisa S.A e coordenador do Comitê de Tecnologia e Qualidade do SindusCon-SP.

Ele justifica que um edifício que possui mecanismos de eficiência energética consegue reduzir os gastos com de luz, o que se traduz em um valor de condomínio mais baixo para os moradores, por exemplo.

Uma das principais certificações no país é o Selo Procel Edificações, estabelecido em novembro de 2014, que é voluntário e gratuito. A etiqueta é concedida em dois momentos: na fase de projeto e após a construção do edifício. Seu objetivo é ajudar o consumidor na hora da escolha do imóvel residencial ou comercial.

Nos edifícios comerciais, de serviços e públicos são avaliados três sistemas: envoltória (composição usada na construção para diminuir a absorção de calor), iluminação e condicionamento de ar. Já nos empreendimentos residenciais são avaliados a envoltória e o sistema de aquecimento de água, além dos sistemas presentes nas áreas comuns, como iluminação, elevadores, bombas centrífugas.

Existem ainda certificações internacionais, como Aqua-HQE — que atesta construção de alta qualidade ambiental — e Leed (sigla em inglês para liderança em design ambiental e de energia).

“Estima-se que uma edificação eficiente possa economizar, em média, 30% de energia, mantendo as mesmas condições de conforto”, afirma Estefânia Neiva de Mello, arquiteta e coordenadora pela Eletrobras do Grupo Técnico para Eficientização de Energia em Edificações.
Clique no link abaixo e leia a reportagem na íntegra
O Globo 21.12.2021.pdf
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas