pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Reportagens
Reportagens
voltar

Assunto: Jornal Extra - 03.03.2019
14.03.19
|
Consumidores apostam na energia solar para economizar
Rio de Janeiro – Setor de energia fotovoltaica prevê crescimento de quase 100% para 2019. Veja projeções para a conta de luz
Rio de Janeiro - Imagina reduzir sua conta de luz em, no mínimo, 80%. O que é sonho para muitos tem sido alcançado por alguns consumidores por meio da energia solar. Com crescimento previsto de quase 100% para 2019, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a alteração da matriz energética tem se tornado um bom investimento para proprietários de imóveis e donos de comércios e indústrias.

“Sempre tivemos problemas com o custo de energia. Ao construir a minha casa, não pensei na despesa com a conta de luz. Nos primeiros meses, tivemos gastos de até R$ 800. No verão, a conta foi para R$ 1.200. Compramos a ideia da energia solar e estamos notando a diferença. A conta, hoje, é de R$ 180”, festejou o construtor Marcone Severino da Silva, morador do Jardim Sulacap, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Marcone é um dos exemplos de consumidores que apostaram nas alterações propostas pelas empresas que atuam na troca da matriz energética. O procedimento requer um investimento inicial, com o cálculo base partido do metro quadrado das placas de captação da energia.

“Para realizar uma instalação, nós fazemos um projeto para o cliente e apresentamos todos os tipos de viabilidade. Sempre indicamos que o retorno do investimento acontece, na média, entre 3 a 6 anos, dependendo do tamanho do empreendimento”, explicou Pablo D’ornellas, responsável pela Solfortes Engenharia Sustentável, que adiantou o tempo necessário para instalação.

“Estamos encontrando um entendimento maior com as distribuidoras de energia. Antes, a gente demorava de três a quatro meses para fazer a troca da matriz energética de um cliente. Esse tempo caiu para até 30 dias”, festejou D’ornellas.
Clique no link abaixo e leia a reportagem na íntegra
Jornal Extra 03.03.2019.pdf
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas